Como ser mais interessante

Está difícil se destacar no meio de tantos estímulos? Seja mais interessante que os outros para que você tenha um espaço na memória da sua audiência. De preferência na memória em ambas as memórias de curto e longo prazo!

Está cada dia ficando mais difícil de atrair e reter clientes. Concorrentes de todos os lados. Aplicativos que substituem negócios físicos. Entre outros fenômenos. É uma pressão constante. Uma saída é você dominar o #storytelling para então fazer com que as pessoas se lembrem de você.


Bora começar (ou continuar) a jornada para que você se destaque?


4 DICAS PARA SER MAIS INTERESSANTE


1 | FALE POUCO E SÓ O ESSENCIAL

Quando você assiste a um bom filme, por acaso existe alguma fala desnecessária? A cada um que você assiste é uma aula de relevância. Escolha expressar aquilo que sua audiência tenha que prestar atenção em você caso contrário, ela sabe que vai perder alguma coisa importante para a vida dela. Isso vale para aoresentações e qualquer interação profissional ou pessoal.


2 | DEIXE SEU EGO DE LADO

Ninguém gosta de ficar o tempo todo ouvindo histórias suas, da sua marca ou da sua empresa. Claro que elas são importantes. Mas em primeiro lugar entenda que sua apresentação, vídeo, série, quando estamos falando do mundo corporativo, deve ser sobre "quem a audiência é" e não sobre "quem você é". Este último pode ser usado desde que carregue com ele valores que o seu público compartilha.


3 | NÃO QUEBRE O GELO

Esta expressão sempre foi utilizada para definir aquele momento do primeiro contato com uma ou mais pessoas, numa reunião. O jeito "old school" de fazer isso é falar sobre o tempo, sobre o escritório lindo do potencial cliente, e como o ano passou rápido! Peço de joehos que você não faça isso. No lugar, seja original e já traga algum conteúdo que tenha a ver com a história que você vai contar. Deixe sua audiência pensar: "Ai tem coisa boa".


4 | NUNCA DIGA QUE ALGUEM ESTÁ ERRADO

A melhor forma de acabar com uma relação e partir para o combate é dizer para alguém: "você está errado" e até "não concordo com você". Ninguém está errado pois quando agimos, estamos fazendo o melhor que podemos considerando os recursos que temos no nosso modelo de mundo. Se tivéssemos outra ooção melhor, óbviamente usaríamos. No lugar, diga "entendo e respeito seu jeito de pensar, e quero colocar agora meu ponto de vista, ok?". Entre outros "suavisadores" de linguagem que tornam a comunicação muito mais harmônica mesmo quando as partes pensam muito diferente.


Abraços,


Joni Galvão

CEO & FOUNDER - The Plot Company

32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo