Cuidado que a vida te pega

São muitos os principios para uma boa história. Mas talvez o principal vem de um evento que acontece na nossa vida, e sempre acontecerá, que é a QUEBRA DE EXPECTATIVAS.


Nós vamos em direção ao nosso desejo, achando que o mundo responderá exatamente como queremos (risos), só que não. Doce ilusão. Ele vem com tudo e tira nossa vida do equilíbrio.

É nesse momento que o protagonista da sua história (e você na vida como ela é) deve ser forte o suficiente para encarar as forças contrárias ao seu desejo. E no final, após muitas expectativas frustradas que teve que enfrentar, ele sai transformado.


Pense comigo. Histórias nos ajudam a entender a complexidade da vida, sem precisar passar pelos perrengues que o protagonista passa. E nós sabemos, por experiência, que ao traçarmos um plano para sair do Ponto A e chegar no Ponto B, teremos obstáculos no meio. O prroblema começa quando você não reconhece essas "forças antagônicas".



Imagine se Amyr Klink ao planejar sua viagem para cruzar o Atlântico não tivesse considerado o que de pior poderia acontecer? Ele não estaria aqui para contar suas histórias.




Robert McKee chama de Negaphobia, o medo do negativo e suas consequências. Tudo tem que ser positivo pois ai atraímos coisas positivas. Tudo bem, melhor pensar positivo do que negativo. Mas isso não tira a nossa responsabilidade em reconhecer que muitas vezes somos pequenos e os problemas são grandes. O que fazer? Num filme, o protagonista emfrenta as complicações progressivas e vai, aos poucos, aprendendo, para chegar no final transformado pois aprendeu com os "picos e vales" da vida.


Quebrar as expectativas tem um outro lado, positivo. É quando você está contando uma história e de repente algo acontece que a audiência fica com os olhos bem abertos para ver o que vai acontecer. Quanto mais nós quebramos as expectativas da audiência, mais originais seremos, e principalmente, teremos a atenção dela para a nossa história.


Muitos filmes passam essa mensagem de que a vida não é boazinha. E isso não é ser pessimista. Ao contrário, quando nos preparamos pois assumimos o que pode dar errado, nossas chances de sucesso aumentam.


Ninguém vai bater tão forte como a vida, mas a questão não é o quão forte você consegue bater. É o quão forte você consegue apanhar e continuar seguindo em frente. É o quanto você consegue aguentar e continuar seguindo em frente. A vitória é feita assim. ROCKY BALBOA

Nesse filme, Rocky faz um discurso para o seu filho que todo o mundo deveria assistir todos os dias! Tá bom, exagerei. Mas ele é bom pra caramba. Mostra a realidade com muita ênfase. Não é a toa que o bom filme imita a vida. É uma forma de entendermos a complexidade desse mundo sem nos machucarmos!


Assista ao vídeo do Robert McKee falando sobre esse assunto quando veio visitar a PLOT num evento com executivos.



Um abraço!


Joni Galvão

Fundador e CEO da THE PLOT

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo